Sem crise para as agroindústrias familiares

22, março de 2018

A venda de produtos do Pavilhão da Agricultura Familiar da 18ª Expoagro Afubra movimentou R$ 634.355,00 durante os três dias de feira. No total 155 expositores de 90 municípios gaúchos puderam comercializar seus produtos em espaços oferecidos gratuitamente como fomento à atividade das agroindústrias gaúchas.

Segundo o assessor de Agroindústrias da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag/RS), Jocimar Rabaioli, o valor contabilizado ao final da feira ficou 5% superior ao da edição de 2017, quando os empreendedores da agricultura familiar haviam comercializado R$ 603 mil. Considerando satisfatório o volume, ele disse que a procura foi grande por todos os produtos expostos, em especial por embutidos, queijos e sucos. “Apesar de todas as dificuldades econômicas, tivemos acréscimo nos negócios do pavilhão da agricultura familiar”, enfatizou.

O sucesso também foi atribuído à qualidade dos produtos e ao aumento da diversidade de sabores de biscoitos, cucas, pães, geleias, conservas, sucos, rapaduras, vinhos, destilados, compotas, embutidos, queijos e demais produtos. Conforme Rabaioli, o Pavilhão da Agricultura Familiar abrigou 120 agroindústrias e 25 produtores de artesanato e flores e só não teve mais expositores por causa do limite de espaço.

 

Jorn. Cristina Severgnini – MTb/RS 9.231 – Expoagro Afubra 2018/Foto: Lula Helfer/Afubra

Tags: Expoagro Afubra, Diversificação, Solo, Agroindústrias

COMPARTILHAR:

Top